Camila Costa

May 5, 2011 11:50 pm
Um dia sonhei …Quero ser mãe de uma menina que ande de marias-chiquinhas pela casa empurrando um carrinho de bonecas,Que trombe nos móveis às risadas,Brinque com meus sapatos de salto,Faça roupinhas para suas barbies descabeladas.Quero ser mãe de uma garotinha que fique com as bochechas coradas de correr.Que suba em árvores… uma moleca bonitinha, que coma fruta do pé e limpe a boca na manga da blusa de crochê, Que tome sopa fazendo barulho sem querer. Quero ser mãe de uma menina de lindo olhar,Que ria escondido, Que pregue peças,Brinque de vídeo-game, fique brava quando perder E quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalça pela casaQue goste de sorvete com chantili. Que seja a primeira da classe e seja elogiada por isso, a danadinha.Quando adolescente, que chore vendo um filmeQue ganhe seu primeiro sutiã, Que escove os cabelos para dormirQue queira namorar e sair,Que chore no meu ombro a primeira decepção,Que peça permissão para chegar de manhã, Que quando mulher, saiba que não é facil ser mãe…..Mas tenha a mesma sorte que eu: seja mãe de uma menina!” 

Um dia sonhei …
Quero ser mãe de uma menina que ande de marias-chiquinhas pela casa empurrando um carrinho de bonecas,
Que trombe nos móveis às risadas,Brinque com meus sapatos de salto,
Faça roupinhas para suas barbies descabeladas.
Quero ser mãe de uma garotinha que fique com as bochechas coradas de correr.
Que suba em árvores… uma moleca bonitinha, que coma fruta do pé e limpe a boca na manga da blusa de crochê, Que tome sopa fazendo barulho sem querer. 
Quero ser mãe de uma menina de lindo olhar,
Que ria escondido, Que pregue peças,Brinque de vídeo-game, fique brava quando perder E quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalça pela casa
Que goste de sorvete com chantili. Que seja a primeira da classe e seja elogiada por isso, a danadinha.
Quando adolescente, que chore vendo um filme
Que ganhe seu primeiro sutiã, Que escove os cabelos para dormir
Que queira namorar e sair,
Que chore no meu ombro a primeira decepção,
Que peça permissão para chegar de manhã, Que quando mulher, saiba que não é facil ser mãe…..
Mas tenha a mesma sorte que eu: seja mãe de uma menina!”